Verme intestinal pode ser gatilho para Alzheimer

As origens das doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, ainda são um mistério – mas os cientistas reconhecem que o culpado pode ser um verme no intestino.

Os pesquisadores suspeitam que as doenças podem começar no intestino, mas encontrar a bactéria responsável é como encontrar a proverbial agulha no palheiro.

Uma equipe de pesquisa da Universidade da Flórida acredita ter resolvido o problema e apontado um verme translúcido, C. Elegans, como o culpado mais provável.   Outras evidências apóiam suas suspeitas: os pacientes com Alzheimer e Parkinson têm baixo teor de bactérias ‘boas’, que podem conter os efeitos negativos de bactérias como o C.Elegans. 

As doenças também têm um fator comum na maneira como o corpo lida com as proteínas – e os vermes são repletos de proteínas e podem emitir um sinal que transmite suas características para a próxima geração.

Os pesquisadores estão avaliando as melhores bactérias que podem combater o verme – mas os antibióticos certamente não são o caminho a seguir.   O acúmulo de proteínas está relacionado à infecção resistente a antibióticos e esse é o primeiro passo para entender a ligação com as doenças neurodegenerativas.

Nesse ínterim, comece a povoar o intestino com bactérias boas.

(Fonte: PLOS Pathogens, 2021; 17: e1009510)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *