Pílulas anticoncepcionais podem encolher cérebros femininos (dentre outros vários efeitos colaterais)

Como qualquer medicamento, as pílulas anticoncepcionais têm efeitos colaterais potenciais. Os riscos potenciais à saúde das pílulas anticoncepcionais incluem menor densidade mineral óssea, doenças cardíacas, coágulos sanguíneos fatais, ganho muscular prejudicado, disfunção sexual a longo prazo, enxaquecas, ganho de peso, alterações de humor, infecção por fungos, depressão e até câncer. De acordo com um novo estudo , há outro efeito colateral potencial a ser adicionado à lista. Pesquisadores dizem que as pílulas anticoncepcionais podem afetar o tamanho do cérebro de uma mulher, ou até encolher uma parte dele.

Para conduzir o estudo, 50 mulheres saudáveis ​​foram submetidas a uma ressonância magnética e os pesquisadores calcularam o volume hipotalâmico de cada mulher. Das participantes, 21 mulheres estavam tomando pílulas anticoncepcionais na época. O autor do estudo, Michael L. Lipton, explicou: “Encontramos uma diferença dramática no tamanho das estruturas cerebrais entre as mulheres que estavam tomando contraceptivos orais e as que não estavam. Este estudo inicial mostra uma forte associação e deve motivar uma investigação mais aprofundada sobre os efeitos dos contraceptivos orais na estrutura do cérebro e seu potencial impacto na função cerebral. ”

Embora o estudo tenha sido caracterizado como preliminar, mostrou que as mulheres que tomavam pílulas anticoncepcionais tinham um volume significativamente menor de hipotálamo. O hipotálamo é a parte do cérebro responsável pelo apetite, humor, temperatura corporal, padrões de sono, desejo sexual e batimentos cardíacos. Também é responsável pela produção de hormônios essenciais.

Os pesquisadores também descobriram que um menor volume hipotalâmico estava associado à depressão, bem como ao aumento da sensação de raiva. No entanto, eles não encontraram uma ligação entre o volume hipotalâmico e o desempenho cognitivo.

Dr. Mercola 12/2019